segunda-feira, 16 de junho de 2008

Alumiar - Carla Carbatti

Mil sóis entraram em mim
Vieram de longe inundar-me.
Perdi , talvez, os melhores dias
numa terra onde nada nasce,
tentando criar meu grito de confissão
sufocado nas pregas do tempo

Dentro de mim, teu beijo morto
Bem dentro de mim, meu desejo imortal
O dia se multiplicou
à busca de palavras fatigadas de melodia
E a cidade se acendeu para conjugar meu pretérito mais que imperfeito

Um comentário:

Mauricio Batista disse...

Quando Carla Carbatti escreve o sol sublinha seus versos com um risco de luz. É o mesmo sol que escreve os dias e manda bilhetes às estrelas. Aliás, a poesia de Carla é um pedaço de sol contando histórias de luz.