segunda-feira, 26 de maio de 2008

Em Suzano



Trajetória Literária com Marcelo Rubens Paiva
Por: Marcos Cirillo

Autor de "Feliz Ano Velho" (1983), obra traduzida para diversos países, Marcelo Rubens Paiva participa nesta quarta-feira (28/5) de mais uma edição do projeto Trajetória Literária, desenvolvido pela Prefeitura de Suzano desde o final de 2005. O evento será realizado no Teatro Municipal Dr. Armando de Ré (Rua Gal. Francisco Glicério, 1354 – Centro), a partir das 19h, com entrada gratuita para o público. O projeto já contou com a participação de nomes nacionalmente conhecidos como Moacyr Scliar, Ignácio de Loyola Brandão, Marcelino Freire, Sérgio Vaz, Ferréz, Luiz Alberto Mendes, Moreira de Acopiara, Fernando Bonassi e, mais recentemente, Ariano Suassuna. O objetivo, de acordo com o coordenador literário da Secretaria de Cultura de Suzano, Ademiro Alves, o Sacolinha, é promover o encontro do público suzanense com esses grandes escritores. "É uma forma do público, e também dos escritores locais, trocarem experiências com autores já consagrados", destacou.
Marcelo Rubens Paiva nasceu em 1959, em São Paulo. Escritor, dramaturgo e jornalista, estudou na Escola de Comunicações e Artes da USP, freqüentou o mestrado de Teoria Literária da Unicamp e o King Fellow Program da Universidade de Stanford, na Califórnia. Publicou cinco romances: Feliz ano velho (1982, Prêmio Jabuti), Blecaute (1986), Uabrari (1990), Bala na agulha (1992) e Não és tu, Brasil (1996). Publicou também o livro de crônicas As Fêmeas (1994). Foi traduzido para o inglês, espanhol, francês, italiano, alemão e tcheco. Como dramaturgo, escreveu 525 linhas (1989); O predador entra na sala (1997); Da boca pra fora – e aí, comeu? (1999, Prêmo Shell); Mais-que-imperfeito (2000); Closet Show (2001); e No retrovisor (2002). Ainda como escritor, recentemente lançou "O Homem que Conhecia as Mulheres". Trabalhou muitos anos na Folha de São Paulo e desde 2003 é colunista aos sábados do Caderno 2, do Estadão.

Um comentário:

Por Um Brasil de Cidadania. disse...

Sabe aquela conversa sobre cidadania, fazer um Brasil melhor, que a gente acha muito bonita, mas, quase sempre, por falta de tempo, acabamos deixando de lado? Vamos mudar essa história.

O site Um Brasil de Cidadania, desenvolvido para a Ação Global do SESI, vem justamente criar um jeito prático para que cada um faça sua parte.

Uma foto, um vídeo, uma simples frase, coisas do dia-a-dia, cada coisa tem seu valor na construção de um Brasil com mais cidadania. Nossa missão é estimular as pessoas a mostrarem como têm colaborado. E isso pode ser mais fácil do que parece. Existem duas formas de contribuir. A primeira é adicionar tags específicas às fotos do Flickr , posts no Twitter e vídeos do YouTube ligados ao tema (conforme exemplo em anexo) e eles serão mostrados no site da ação. E a segunda é contribuir no próprio site, deixando seu depoimento. Para entender melhor como funciona, visite: http://www.umbrasildecidadania.com.br/?name=Blogs&V608

As tags para vídeos, posts e fotos são: cidadania, caridade, voluntariado, voluntário, beneficente, doação, donativos, SESI, ONG, “Ação Global”, "ação social", "ajuda ao próximo", "responsabilidade social", "serviço comunitário", “brasil de cidadania”.

Obrigada por contribuir por um Brasil com mais cidadania.