sexta-feira, 30 de março de 2007

Cartaz do Encontro Eco-Cultural

Saiba mais sobre os Encontros que estão acontecendo em São Miguel lendo as matérias deste blog que falam sobre o assunto e também lendo no blog Outra Versão Zine.

Faça impressão do cartaz e distribua: http://2.bp.blogspot.com/_Zq0xRB7S830/RgwyVpz5dzI/AAAAAAAAAD0/ri5QCWT45UA/s1600-h/Cartaz+Eco+Cultural+2+JPG.jpg

Fonte: http://outraversaozine.blogspot.com/

quinta-feira, 29 de março de 2007

CCS agora em São Miguel Paulista

Sócrates ensinando
Com grande satisfação e muito entusiasmo vimos informar que será inaugurado no dia 15 de abril de 2007 mais um Centro de Cultura Social em São Paulo, no bairro de São Miguel Paulista (periferia – Zona Leste). O nome do novo CCS será Antonio Martinez, em homenagem ao nosso amigo anarquista Martins. Para aqueles que o conheceu sabe que será difícil manter-nos dignos de tal nome a Casa, pois teremos que seguir uma conduta ética e coerente, compatível com a vida de Martins. Será duro e satisfatório levar a diante tudo o que aprendemos com nosso amigo nas conversas que mantínhamos antes e depois das atividades do CCS-SP, por 7 anos consecutivos. Martins era o primeiro a chegar e ultimo a sair. Sempre disposto em receber os visitantes, o que garantiu a volta de muitos no sábado seguinte. De vida simples, semelhante a que temos aqui na Zona Leste, temos na figura de Antonio Martinez, não só a lembrança de um grande amigo, mas de um mestre.

“Morre a matéria, eterniza o ideal”.

PS: Aguardem Programação do dia 15/04 – em discussão.2) para aqueles que não teve a honra de conviver com Martins, segue um texto do companheiro Batata:

Adeus a Antônio Martinez
http://www.brasil.indymedia.org/pt/blue/2007/03/376991.shtml?comment=on

Por Israel Sassá

sábado, 24 de março de 2007

CCSSP - Centro de Cultura Social de São Paulo

Fonte da imagem: http://www.tendencias21.net
O centro de cultura social de São Paulo é o remanescente de uma prática comum do movimento libertário no Brasil. O aprimoramento intelectual, a prática pedagógica e os debates públicos são formas de ação e de formação de militantes e de livres pensadores, tendo sido comum a formação de diversos centros de cultura no primeiro meado do século XX. Há uma definição sucinta dada por Edgar Rodrigues que os registra com o seguinte verbete em seu livro Socialismo (1976): "Tipo de associação fundada por anarquistas,com fins de divulgar a cultura ideológica. Agrupações por afinidade de idéias, livremente orientada, tendo como atividade principal a difusão da cultura geral, baseada no raciocínio livre, nas experiências científicas e sociológicas. seu fim é o de subtrair o homem da condição de instrumento dirigido ,condicionado econômica, moral e psiquicamente , dar-lhe condições de um ser pensante com liberdade de ser livre. Sua meta mais importante é a divulgação da cultura social com vistas a largar os limites do que a fronteiras geográficas, políticas e econômicas. Visa libertar o homem e dar-lhe condições de ser ele mesmo num mundo livre".A finalidade do CCS é, inclusive estatutariamente, estimular, apoiar e promover nos meios populares o estudo de todos os problemas que se relacionam com questão social, não somente de cunho anarquista mas de maneira plural, havendo o especial cuidado de manter-se distante de qualquer instrumentação externa,seja de partidos políticos ou não.

O CCS é independente de qualquer outra organização. Tem constituição de pessoa jurídica e tem seu funcionamento regido pelo seu estatuto. A gestão se dá pela comissão administrativa do CCS ,eleita anualmente,cumpridora das deliberações de assembléias de seus sócios efetivos, havendo a participação de seus sócios contribuintes. Sendo uma entidade sem fins lucrativos, o CCS mantém-se apenas por contribuição de seus sócios e simpatizantes.
Texto do site do CCSSP

Entre e confira a agenda de palestras, debates e outros eventos do CCSSP: http://www.ccssp.org/php/index.php

sexta-feira, 23 de março de 2007

Dia Internacional de Ação Direta contra a mudança climática e o G8

Sexta 8 de Junho - Dia Internacional de Ação Direta contra a mudança climática e o G8.

Ação Direta por Justiça Climática - Resistência é Auto-Defesa!

Nós temos uma janela de 10 anos para agir. Assim que os megalomaníacos líderes do G8 se encontrarem na Alemanha, mascarados atrás de uma barreira de cercas e soldados, intencionados em levar-nos mais a fundo no catastrófico e irreversível caos climático, nos temos que atirar, gritar e berrar "basta". Agora é o momento para a ação direta e derruba-los, eles e seus amigos criminosos da indústria climática.

Nós todos sabemos as terrificantes estatisticas: milhoes de especies extintas até 2050, 19 dos 20 anos mais quentes num recorde desde 1980, Antártica derretendo, seca, inundações, famintos... o G8 tiveram 30 anos para endereçar as mudanças climáticas e tiverem sucesso somente em subsidiar as grandes industrias que estao destruindo nosso planeta e nosso futuro. E enquanto o G8 continua a alinhar os bolsos, estados ilhados desaparecem e centenas de milhares morrem como resultado de uma frenética condição climática causada por sua irracional e incontrolável obsessão em nunca cessar o crescimento econômico.

O 8 de junho Dia internacional de ação direta contra as mudanças climáticas e o G8 tem sido chamado pela Rede Internacional Rising Tide. Este é um chamado por ações autônomas e descentralizadas apropriadas em sua cidade, região ou área local. Use este dia internacional para apoiar as lutas locais contra refinarias de óleo, gasodutos, minas e carvão ativado. Rompa os financiadores industriais de energias fosseis. Organize workshops para espalhar formas de vida sustentáveis pós-petróleo. Encontre um ponto fraco na infra-estrutura da exploração dos recursos e se jogue literal ou simbolicamente nos trabalhos. É hora de visitar seu alvo local e entregar-lhe o inferno!Nós já sabemos das ações planejadas através do Reino Unido, América do Norte, Alemanha, Canadá e Austrália e isso é só o começo. Por volta do 8 de junho estarão planejadas em volta do mundo.

Por Israel Sassá

Cortes no Escola da Família - Revolta Popular - Manifestação

Governantes em guerra contra a inteligência popular
O programa Escola da Família teve metade de sua verba cortada e muitas escolas perderam o benefício graças à "boa intenção" do governador José Serra, que afirma que o corte foi feito por haver escolas em que a frequência no projeto era muito baixa e em outras o projeto precisava se fortalecer. Mas parece que não é bem isso que está acontecendo... Os voluntários bolsistas estao sendo articulados para outras escolas nem tão próximas assim como o governo afirma. Muitas regiões carentes de cultura perderam uma das únicas oportunidades de se aproveitar os fins de semana com atividades culturais. O corte foi tão grande que muitos dos beneficiados com projeto não vão poder mais participar porque as escolas escolhidas ficaram muito distantes.
O mapeamento das áreas mais necessitadas também não foi bem feito, as escolas mais periféricas da minha cidade (Itaquaquecetuba) perderam o benefício. Eu fico me perguntando, nunca ouvi reclamações sobre este projeto, o trabalho é voluntário e mesmo com os cortes supostamente "os gastos do governo serão os mesmos". A questão da frequência não é desculpa válida na minha opinião, afinal de contas quanto mais espaços sendo utilizados para a cultura melhor e, além do mais, todos nós sabemos que projetos culturais levam tempo para dar certo, leva tempo para as pessoas começarem a frenqüentar tais espaços, e isso porque alienação não leva tempo, mas conscientização leva e deve ser trabalhada com calma. É por essa e por outras que digo que os governantes querem nos ver burros.
Para mim todas estas desculpas hipócritas dadas pelo governo são só máscaras para as verdadeiras intenções dos políticos; sempre lucrar com tudo, tiram daqui com a desculpa de por ali, mas ali também o dinheiro nunca chega. Pois não podemos decidir o que fazer com nosso dinheiro, ele já tem destino certo: o bolso dos políticos.
Muitos dos voluntários não mais poderão dar continuidade a projetos que estavam muito bem encaminhados, muitos terão que desistir pela distância das escolas que foram transferidos e pela falta de motivação que os cortes provocaram. Mais crianças e jovens terão que passar o fim de semana na rua mesmo. É isso que o governo espera, com a desistência dos voluntários/bolsistas, ele lucra muito mais e perde a responsabilidade de pagar bolsas aos estudantes.
Por S.S.O

Texto da Zine rExistir
Depois de dois anos e meio de atividades na E.E Ver. Valter e quatro meses na E.E. Arizona ambas em Itaquá, temos que conviver com mais um covarde golpe dado pelo governador José Serra que fechou estas e diversas outras escolas para atividades que eram desenvolvidas nos finais de semana, comunidades que já não tinham acesso nenhum a cultura e lazer ainda tem que ver seus poucos espaços sendo discaradamente roubados, governantes que não fazem nada e nem deixam a comunidade fazer. Até quando?
Por Rodrigo (Zine rExistir)

ESCOLA DA FAMÍLIA - NOVA MANIFESTAÇÃO / PROTESTO - 30/03 - 10H00

Estamos marcando uma nova manifestação pró Escola da Família para:
DIA 30/03 - 10H00 - PRAÇA DA REPÚBLICA, EM FRENTE À SECRETARIA DA EDUCAÇÃO.
* Será a última tentativa de mobilização, se comparecer 1, 10, 100, 1000, 10000...ninguém será culpado pelo fracasso e ninguém será herói pelo sucesso.
* Cada pessoa (universitário, educador, monitor, fortalecedor,, comunidade etc.) é responsável pelo seu futuro.
* Se precisar... peça licença no trabalho, falte a aula, deixe seu compromisso para depois...o futuro de cada um que está em jogo.
* Se você achar que tem o poder de mudar seu futuro, e não ficar esperando que outro faça por você...tome ATITUDE...venha à manifestação.
* Cartazes, apitos, megafones, faixas, nariz de palhaço, garganta...tudo vale !
* Agora se você..universitário, educador, fortalecedor...for medroso, conformado, sem atitude, reclama e não faz nada, achando que não pode mudar o seu PRÓPRIO futuro...por favor fique em casa...esperando sentado o mundo passar.
* Não haverá carro de som, palco e nem líderes pré determinados, todos serão líderes de si mesmo.
* A propaganda desta manifestação será boca a boca, todos serão encarregados de levar gente.

por Movimento Popular Pró Escola da Família (MPDEF)

quinta-feira, 22 de março de 2007

Econtro Eco-Cultural - Venha e traga seus amigos

O que vai acontecer dia 15/04?

Encontro Eco-cultural

As 9:00 h. iniciaremos a limpeza do bosque: - preparar os brinquedos para as crianças

As 12:00 h. Almoço
- Aparar a grama
- Retirar lixo e entulho

- precisaremos de:
- macarrão
- cebola
- alho
- tempeiros
- óleo
- e qualquer outra coisa (vegetais) que sirva como alimento.

Se tiver ferramentas, favor trazer. Exemplo:
- enchada
- picareta
- cavadeira
- carrinho de mão
- ferramenta de jardinagem
- pá
- etc

À tarde: MÚSICA, TEATRO E POESIA

Endereço: Terreno nas esquinas das ruas: Jaime Barcelos e Afonso Lopes de Baião. Vila Jacuí - São Miguel Paulista. Em frente a E.E Tide Setubal próximo a subprefeitura de São Miguel Paulista.

No CMI: http://www.brasil.indymedia.org/pt/blue/2007/03/376597.shtml?comment=on

Apropriação Cultural - Casa de Cultura do Itaim Paulista

Picasso Famille de bateleurs. 1905 Este projeto é focalizado em grupos da região do Itaim Paulista e Zona Leste, que tenham espetáculos teatrais e que desejam se apresentar, criando uma agenda de apresentação, fazendo com que tenha uma circulação de espetáculos neste equipamento cultural, criando o hábito de freqüência de público nesta entidade.

Objetivo
  • Utilizar o equipamento cultural (Casa de Cultura do Itaim Paulista), criando uma agenda teatral do ano de 2007;
  • Criar um coletivo de grupos para debater sobre política cultural do bairro;• Fazer intercâmbio cultural;
  • Cobrar a entidade Casa de Cultura do Itaim Paulista e Sub-Prefeitura a uma melhor infra-estrutura para acomodação de público e de grupos a se apresentarem no local;

Justificativa

Existe uma grande concentração de grupos teatrais com qualidade na Zona Leste, mas que não consegue se organizar e acabam não se apresentando por falta de informação sobre espaços disponíveis e pela burocracia que necessita para ensaios ou apresentações naquele espaço.

Metodologia e Convite

Haverá a primeira reunião no dia 07/04 às 14hrs com os grupos interessados em se apresentar na Casa de Cultura do Itaim Paulista nos Sábados e Domingos das 17:00 às 19:30, cada grupo se apresentara no período de um mês, sendo então quatro ou cinco apresentações dependendo do mês.Teremos reuniões mensais (dia e horários a serem definidos), para discutirmos sobre as apresentações, andamento e responsabilidades a exerce durante as apresentações.

Cronograma

  • Abril: primeira reunião definindo ordem de apresentação e funções;
  • Maio: arrumar espaço;
  • De Junho à Novembro; apresentações.
  • Novembro; reunião de avaliação e estruturação do ano seguinte com os grupos e responsáveis pela Casa de Cultura do Itaim Paulista;
  • Dezembro: encerramento com exposição de figurino, cenários, pesquisas fotos, textos e novos projetos dos grupos.
Veiculação

Será exposto fotos e materiais dos grupos contendo histórico, exposição de figurino, cenários, pesquisas, fotos e textos do processo de montagem e novos projetos.

Ficha de inscrição

Nome do grupo:
Nome do espetáculo:
Duração:
Necessidade técnica:
Release do espetáculo:
Histórico do grupo:
Conhece a Casa de Cultura do Itaim Paulista?Por que apresentar na Casa de Cultura do Itaim Paulista?

ps: Mandar ficha para wellingtomviana@hotmail.com
Por Wellingtom Braga

quinta-feira, 15 de março de 2007

GAMBIARRA, A TECNOLOGIA CASEIRA

Texto: Jorge Américo

Olhar para o céu o dia inteiro e não ver Deus. E, à noite, ajoelhar-se diante da cama e agradecer ao Papai do Céu por mais um belo dia com intensos ventos sudoestes . Este é o cotidiano de quem é cativo da arte de empinar pipa.

Projetar um objeto, construí-lo minuciosamente atento a todos os detalhes, observando tamanho, peso, design, aerodinâmica e, depois de estudadas as condições meteorológicas, vê-lo levantar vôo e executar manobras que desafiam a gravidade. Tamanha perícia e fascínio pelo espaço tornam quase nula a diferença entre uma pipa e um foguete.

A fantasia de todo moleque crescido no subúrbio, longe da influência de manuais de engenharia aeroespacial, é carregada com a mesma paixão que durante meio século reuniu os maiores cientistas numa brincadeira de gente grande. A corrida espacial, além de temores apocalípticos, trouxe para a humanidade avanços nunca antes alcançados e nem sequer imaginados. Essas descobertas tecnológicas foram adaptadas para a vida doméstica e certa vez me livraram de levar algumas bordoadas nazoreia.

Numa tarde de sábado, em que eu estava dispensado das atividades escolares e de qualquer outra atividade que não estivesse relacionada com a pipa (inclusive me alimentar e tomar banho), precisei tomar a decisão mais importante da minha vida até aquele momento. Ou eu resgatava minha pipa ou preservava a antena do vizinho. Como moleque não tem a obrigação de pensar, eu não pensei, e a antena pereceu, interrompendo a transmissão da final do Campeonato Brasileiro, disputada entre Corinthians e Palmeiras. Um detalhe que não levei em consideração foi o fato de o vizinho ser corintiano roxo. Eu estava perdido.
Um minuto depois da tragédia, um homem nada simpático, com três metros de altura por dois de largura, veio procurar meu pai. Ele tinha labaredas de fogo no olhar e se tivesse percebido que eu estava escondido debaixo da cama, me transformaria numa réplica de sua antena. Meu pai tentou resolver diplomaticamente. O homem era inflexível. Ele não perderia aquele jogo por nada.

Tudo parecia perdido e eu rezava desesperadamente para todos os santos, até que fui atendido pela Santa Gambiarra. Num momento de êxtase intelectual, meu pai sugeriu que ele colocasse um Bom Bril na extremidade do cabo da antena e um milagre pôde ser observado a olho nu. A televisão 14 polegadas transformou-se numa tela de cinema com alta resolução de imagem e áudio, devido à grande potência do satélite de telecomunicações que fazia o jogo ser visto em todos os confins da Terra.

O Corinthians foi campeão e eu perdoado, graças a uma poderosa tecnologia de guerra que foi empregada para fins pacíficos e a um gol marcado aos 45 do segundo tempo.

Por Jorge Américo

1º Sarau Griots





Griots eram grandes contadores de histórias africanos,numa época onde as histórias eram consideradas essenciais
para a própria sobrevivência da humanidade.


Os Griots, com suas canções, histórias e ensinamentos,
criavam um ambiente mágico e fraterno onde estivessem, fazendo com que o amor prevalecesse sempre e com que o sofrimento cedesse lugar a um meigo sorriso que se fazia acompanhar por um olhar encantado.Acreditando que a troca de conhecimento é essencial para todos nós,viemos convidá-lo(a) para participar do 1º Sarau Griots!DANÇA - LUZ - POESIA - GRAÇA - MÚSICA - ARTE


Compareça!Sua presença é muito importante.*Durante o Sarau serviremos caldo de feijão e de mocotó.

Refri a R$0,50

Quando?
Dia 17 de Março às 19 horas

Onde?
Lar do Gersão.( Rua Angelo Stefanini,12 -Jd. das Oliveiras - Itaim Paulista)

Realização: Projeto GriotsInformações / como chegar:acesse: http://www.projetogriots.blogspot.com/email: mailto:projetogriots@gmail.com

Fones: 7659-5104 (com Allan);
6571-6103 / 7326-4310 (com Leandro);
8144-0288 (com Gerson)

Por Leandro (Projeto Griots)

Relato do 1°Encontro Eco Cultural "Arte pela Natureza"

Foto do local degradado que estamos recuperando com o apoio popular

Domingo dia 11/03/07 foi realizado o 1º Encontro Eco Cultural "Arte Pela Natureza". Em um Terreno na esquina das ruas: Jaime Barcelos e Afonso Lopes de Baião - Vila Jacuí – São Miguel Paulista – em frente

E.E. Tide Setúbal (Próximo Sub-prefeitura de São Miguel)MÚSICA,TEATRO, POESIAS e ARTES PLASTICAS, PLANTAMOS MUDAS DE ÁRVORES PARA TRANSFORMAR TERRENO ABANDONADO EM UMA PRAÇA.

Mas na realidade foi plantado mais que "árvores".Plantamos uma semente de uma AÇÃO que se for bem regada se tornará uma árvore com muitos frutos e ramos.Plantamos também a união de um grupo que pode desenvolver ações práticas não só ecológicas e culturais mas também ações sociais e humanas.

Fechamos o 1º Encontro Eco Cultural de forma positiva e com novas já marcadas como:

>>>outro grande encontro para daqui uns dois meses.

>>>encontro menores todos os domingos para manutenção da praça e discussões sobre novas ideias.

>>>formação de um grupo de CLOWN, onde será desenvolvido oficina com estudos e outras ações.

>>>e a criação de um novo ponto de cultura em um salão de faixas próximo ao local da praça, (Rua Jaime Barcelos, 569-b) onde tem espaço para teatro, artes plásticas, e oficinas em geral, alem de uma exposição permanente das telas doartista plástico BG Lunar.

Mais informações na Rua Jaime Barcelos, 569-b ou pelo fone: 6297-6700 com Ivan
Visite também: http://outraversaozine.blogspot.com/

Por Ivan

segunda-feira, 12 de março de 2007

Lágrimas de crocodilo e outros bichos (Sérgio Vaz)

Estou farto dos leões de zoológicos. Farto desta fauna interminável de bichos soltos, com a mente enjaulada, que se espalham pelo país. Uns bestas feras, outros, feras bestas. Não há trocadilho que salve essa gente.

No Brasil todo mundo é leão, é tigre, é onça, todos rugem, mas ninguém morde ninguém.
Todo mundo na selva sabe quem são predadores e aonde dormem os inimigos, mas as garras finas e elegantes vão sempre desfilar seus óculos escuros no palco fino do açougue que vende carne de primeira. Tamanduá tomando conta do formigueiro.

Outro dia um abutre –ô bicho ruim!-, disse que os esquilos tinham que serem enjaulados logo que nascessem. E que a culpa toda não era das hienas que riam sobre a carniça, mas das coelhas que não paravam de parir. O discurso foi muito aplaudido pelas raposas.

Na floresta miúda, enquanto calangos e micos-leões-dourados disputavam migalhas para não extinguir, uma cobra, de terno e gravata, espreitava um papagaio vestido com a camiseta da águia americana. Nada mais animal. Com olhos de lince, a pantera assistia tudo vestindo uma boina a Che Guevara. O silêncio do pântano mata mais que o grito do jardim.

O Sapo de barba prometeu a promessa do tucano empolado, será? Sei não, esses bichos são muitos esquisitos...

Só sei que os pintinhos estão com fome, e, no galinheiro, as galinhas mortas estão assistindo briga de galo, já que o milho não dá pra todo mundo. Pra piorar, os porcos não querem nem saber, só se preocupam em se lambuzar na lavagem.

Do outro lado da mata, paradoxo total, todo mundo quer abraçar o Maracanã num país cheio de bicho abandonado, carente de abraços.

Sempre que morre um canarinho aparece um pavão com lágrimas de crocodilo para decorar o velório alheio. Pardal não canta, por isso morre em silêncio.

Outro dia um falcão segurando uma AR15 disse: “se morre um, nasce outro em seu lugar”. Só o burro não entendeu.

As antas também não entenderam que os bezerros são educados no semáforo porque os bois estão mamando livremente nas tetas da vaca.

Uma caneta na mão de um lobo é tão mortal quanto um 38 na mão de outro lobo. Pena de morte para o lobo de caneta?

-Justiça! Grita o gado a caminho do matadouro.

Infelizmente nascemos com uma jaula no coração. Por isso, latimos como cães, mas agimos como frangos.
Por Sérgio Vaz

sexta-feira, 9 de março de 2007

Bush no Brasil - Nossa polícia foi alugada

"É tudo free, tá na hora Agora é free, vamo embora dar lugar pros gringo entrar que este imóvel tá prá alugar" Raul Seixas e Claudio Roberto

Agora que o presidente dos Estados Unidos está no Brasil, o exército pode ir para a rua. Agora tem até policiais especializados em resgate de reféns. Quando é para defender o povo brasileiro, a polícia é escassa, ganha mal e o exército não se pode nem pensar em por na rua. Não foi isso que aconteceu quando aconteceram os ataques do PCC?. A polícia é medrosa e covarde.
Quando generalizo toda polícia, faço isso porque sei bem de suas intenções. Ela com o apoio da mídia está sempre empenhada em mostrar manifestantes como bardeneiros. Atacam para causar muvuca e ser transmitida a violência nos lares brasileiros, segundo eles "os manifestantes sempre tacam a primeira pedra", não é bem isso que eu vejo quando participo das manifestações. Mas eles insistem em nos generalizar como baderneiros para assustar as famílias e elas não lutarem por seus direitos.
Ontem dia 08 de março houve uma manifestação contra o imperalismo norte-americano junto com a marcha das mulheres por direitos de igualdade. Lá haviam trabalhadores, deficientes físicos, estudantes, gente de todo tipo se manifestando contra o Bush, cerca de 20 mil pessoas. A manifestação estava indo muito bem, só que a polícia quis se aparecer antes dela terminar. As pessoas estavam se reunindo no vão do MASP para encerrar a passeata quando a polícia começou a atacar.
Haviam pessoas em cadeiras de roda impossibilitadas de correr, seus acompanhantes tiveram que se virar no meio da muvuca para proteger estas pessoas. Detalhe: Os policiais estavam sem identificação. Qual o problema em mostrar o nome?, a verdade é que eles não queriam sair dali sem pelo menos jogar uma bombinha no meio da multidão ou só um sprayzinho de pimenta (por policial).
Mesmo com este triste episódio a manifestação continuou. As pessoas que correram para se proteger, logo voltaram. Alguns movimentos e partidos políticos socialistas subiram nos carros para dar seu discurso e a manifestação pôde ser encerrada.
Por S.S.O

Mais sobre o assunto:

sexta-feira, 2 de março de 2007

Agenda Cultural e "Subversões"

NÃO ME DIGA QUE VOCÊ NÃO TEM PARA ONDE IR!!!



2°SARAU SÓCIO-CULTURAL ITAIM PAULISTA
DIA: 4 de março de 2007
HORA: 14:00
LOCAL: Casa de Cultura do Itaim Paulista(ver endereço no tópico Casa de Cultura do Itaim Paulista)
CIDADE: São Paulo


MANIFESTAÇÃO ANTI-BUSH
DIA: 8 de março de 2007
HORA: 15:00
LOCAL:Concentração na Praça Osvaldo Cruz
CIDADE: São Paulo

SARAU SÃO MIGUEL PAULISTA
DIA: 11 de março de 2007
HORÁRIO: 14:00
MAIS INFORMAÇÕES: sasimara@bol.com.br

1 ° EVENTO DO COLETIVO NÓS POR NÓS
DIA: 10 de março de 2007
HORA: à partir das 16:00
LOCAL: Trincheira(Ver endereço nos Tópicos do Nós por Nós)
Cidade: Itaquaquecetuba